CMMI o caralho !?!?!?

Tinha data que eu não lia um artigo que batesse com minhas ideias, e esse conseguiu :)

Ele levanta toda uma discução que eu gosto de manter e revigorar no dia-a-dia ;)

<cut>

(CMMI no olho dos outros é refresco – Mateus Velloso)

E enquanto tiver gente que ache que com bons processos conseguirá manter o “custo” da equipe baixo, precisando de pessoas apenas para tarefas repetitivas, sem muita qualificação, conseguindo maior competitividade no mercado (olha a administração científica e o estudo de tempos e movimentos de novo… Será que estamos passando pela revolução industrial da informática e estamos condenados a cometer os mesmos erros que foram cometidos lá? Será que a seqüência de acontecimentos repetirá mais um ciclo, do homem-máquina ao crash econômico de 29?), eu só consigo ver empresas crescendo graças às pessoas, seja lá qual for o custo delas.

</cut>

leitura obrigatória para todos.

http://www.linhadecodigo.com.br/artigos_impressao.asp?id_ac=1262

2 Respostas para “CMMI o caralho !?!?!?

  • 1
    Fábio Telles
    17/06/07/ 14:49

    Vou te dizer uma coisa…. esse artigo é realmente bom. O melhor de tudo é que não é feito por alguém ligado a SL!!! Faz muito sentido mesmo…

    Quando eu era técnico em eletrônica, acompanhei a onda do ISO 9000 com ceticismo… e acho até hoje que eu tinha razão. Mas deixei-me seduzir pela idéia do CMMI. Tinha uma pulga atras da orelha, um grão de areia no sapato, dizendo que tinha algo de errado. Ma lendo o autor, tudo faz sentido. Se encaixa muito bem. Taylorismo no desenvolvimento de software… Interessante que o autor ainda faz uma resalva para o setor público (este setor realmente tem problemas, não?).

    Agora fica uma dúvida… como contratar uma boa fábrica de software??? Se o CMMI não é mais um referencial, qual seria ele. Vou ter que reescrever algumas coisas no meu artigo sobre compra de software corporativo… mas ainda não sei como.

    Alguma dica?

    []s

  • 2
    Mussi
    18/06/07/ 01:28

    Grande Telles …

    Muita preocupação com a “grandeza” nos faz esquecer que sempre a simplicidade poderá ser melhor … começamos a querer usar e abusar de grandes regras, modelos, sistemas… pagramos caros por uma série de coisas, que no final das contas não precisamos realmente.

    Bom senso e simplicidade, por mim ainda são a melhor solução.

    E a solução matadora, sempre será a mais simples, implementada por uma equipe capacitada, não viciada e inovadora, que utilize o que melhor resolva o problema e não necessariamente “as soluções de mercado”

    (esse assunto da para blogar e discutir o resto da vida ;) )
    []ca0

Responder